Buscar

 Detalle_Publicacion

Os Paradoxos da Educação para Cidadania Global na Formação Docente

Abstract: RESUMO: Propostas de Educação para Cidadania Global (ECG) são frequentemente apresentadas como se derivaram de processos quase-naturais de evolução pedagógica. Nesse pensamento evolutivo, a ECG representa um estágio mais avançado de inovação pedagógica e, consequentemente, aparece como o melhor e mais abrangente modelo educacional. É importante apontar que no período 1990-2019 duas tendências simultâneas procuram desenvolver modelos de cidadania diferentes. Se a ECG procura desenvolver um/a cidadão global cosmopolita outras propostas pedagógicas apontam a transformar as noções de cidadania dando prioridade aos direitos de um "consumidor global" neoliberal sobre os direitos "cidadãos globais/cívicos". Este artigo discute 62 artigos sobre ECG e identifico o predomínio de uma orientação pedagógica redentora idealizada que tem muitas limitações e fundamentalmente não confronta às opções consumistas oferecidas pelos modelos pedagógicos de orientação neoliberais.

 Autoría: Fischman, G.E., Estellés, M.

 Fuente: Currículo sem Fronteiras, v. 19, n. 3, p. 1202-1224

Editorial: Comissão Executiva

 Año de publicación: 2019

Nº de páginas: 23

Tipo de publicación: Artículo de Revista

DOI: dx.doi.org/10.35786/1645-1384.v19.n3.24

ISSN: 1645-1384

Autores/as

FISCHMAN, GUSTAVO E.